NASA confirma: pode haver um oceano de água salgada na lua de Júpiter com mais água do que a Terra.

O tamanho do nosso universo é insondável, e é igualmente difícil conceber a ideia de múltiplos universos, realidades paralelas, múltiplas dimensões, e muito mais. Os cientistas estimam que já existem bilhões de planetas como a Terra, e isso é só em nossa galáxia. Pense em todos os bilhões, senão trilhões, de mundos habitáveis que existem dentro dos bilhões, senão trilhões de galáxias que estão flutuando pelo espaço. Agora imagine que nem todos os mundos precisam ser “parecidos com a Terra”, a fim de abrigar alguma forma de vida extraterrestre – seja microbiana ou inteligente.

A NASA está relatando que o Telescópio Espacial Hubble detectou o que poderia ser um oceano de água salgada subterrânea em Ganimedes, que é a maior lua de Júpiter.

“Esta descoberta é um marco significativo. Em seus 25 anos em órbita, o Hubble fez muitas descobertas científicas em nosso próprio sistema solar. Um profundo oceano sob a crosta gelada de Ganimedes abre possibilidades ainda mais emocionantes para a vida fora da Terra. “ – John Grunsfeld, administrador associado da Science Mission Directorate da Nasa, em sua sede em Washington.

Os cientistas estimam que o oceano está a 100 quilômetros de espessura, o que é aproximadamente 10 vezes mais profundo do que os oceanos da Terra. Eles também acreditam que está enterrado sob cerca de 150 quilômetros de gelo.

Ganimedes - NASA
A NASA explica:
“Ganimedes é a maior lua do nosso sistema solar e é a única lua com o seu próprio campo magnético. O campo magnético provoca auroras, que são faixas de gás quente brilhante, eletrificado, em regiões que circundam os pólos norte e sul da lua . Porque Ganimedes está perto de Júpiter, também está embutido no campo magnético de Júpiter. Quando o campo magnético de Júpiter sofre alterações, as auroras em Ganimedes também mudam. Ao observar o movimento de balanço das duas auroras, os cientistas foram capazes de determinar que uma grande quantidade de água salgada existe sob a crosta de Ganimedes afetando seu campo magnético.”

Todos os anos, a nossa compreensão aumenta e muda o que se pensava sobre o sistema solar e além. Este tipo de informação, definitivamente, abre a mente de muitos e ajuda a aprofundar os conhecimentos sobre a possibilidade de vida no espaço.

 

Abrindo novas possibilidades de vida fora da Terra

Assim como John Grunsfeld, administrador associado da Science Mission Directorate da Nasa, disse em uma das citações acima, esta nova descoberta cria possibilidades ainda mais emocionantes para a vida fora da Terra. Importantes astrônomos e cientistas de todo o mundo, e toda a comunidade científica em geral, acreditam que existe vida fora da Terra (microbiana e / ou inteligente), sem dúvida.

Por exemplo, dois astrônomos topo do Instituto SETI (Busca por Inteligência Extraterrestre) apareceram recentemente na frente do Comitê da Câmara de Ciência e Tecnologia do Congresso dos EUA para uma audiência sobre a busca por inteligência extraterrestre. Eles disseram ao comitê que a vida extraterrestre certamente existe. Eles mencionaram no entanto, que não acreditam que vida extraterrestre inteligente tenha visitado o planeta. Por outro lado, tivemos cientistas, acadêmicos, altos militares e políticos afirmando que existe vida extraterrestre inteligente e eles têm visitado o nosso planeta.

Não muito tempo atrás, John Podesta, Conselheiro de Barack Obama e ex-chefe de gabinete da Casa Branca durante a administração Clinton, twittou que seu maior arrependimento, terminando a campanha 2014, era não ter sido capaz de garantir a divulgação de documentos secretos sobre UFO (ainda).

Apesar deste tweet, milhares de páginas de documentos relacionados a UFOs foram liberados, e enquanto nenhum deles comprovou a existência de vida extraterrestre inteligente, eles confirmam e comprovam a existência de OVNIs. Eles também deixam claro o alto nível de interesse por parte de agências governamentais e militares nesta matéria.

Há muitos exemplos onde os objetos foram monitorados por radar e, ao mesmo tempo confirmados visualmente por pilotos militares. Os objetos em alguns casos interferiram no equipamento eletrônico dos jatos, viajaram em velocidades tremendas, e usaram métodos e manobras que desafiam nossas leis atuais da física.

É importante reconhecer o fato de que o que conhecemos do mundo atual é mínimo perto do que é mantido em sigilo. Os governos, ou quem quer que escolhemos acreditar que está no comando, se aproveitam do medo das pessoas e utilizam da “segurança nacional” como uma desculpa para manter o público longe da informação.

Você pode ler mais nos links:
O que acontece quando um UFO é monitorado por um radar militar (em inglês): http://www.collective-evolution.com/2014/04/01/this-is-what-happens-when-a-ufo-is-tracked-on-military-radar/

Fonte original: http://earthweareone.com/nasa-confirms-there-could-be-a-salt-water-ocean-on-jupiters-moon-with-more-water-than-earth/

Referências no Brasil: http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/reuters/2015/03/12/nasa-confirma-oceano-em-lua-de-jupiter.htm#fotoNav=1