ANTIGAS CIDADES SUBTERRÂNEAS E SEUS MISTÉRIOS

Amigos e Alunos,

As duas matérias abaixo trazem mistérios e semelhanças sobre duas construções gigantescas que ainda deverão revelar muitas descobertas sobre civilizações que viveram há bem mais de 10 mil anos abaixo da superfície da terra.

Boa leitura.

Conheça alguns mistérios da cidade subterrânea de Derinkuyu

A cidade subterrânea de Derinkuyu é uma cidade antiga localizada abaixo da superfície do distrito Derinkuyu na província de Nevsehir, Turquia. É uma das cidades subterrâneas mais surpreendentes já descobertas, e ninguém sabe sua idade exata, o que faz desta cidade subterrânea um mistério impressionante.

  • Derinkuyu se estende a cerca de 60 metros de profundidade e era um abrigo subterrâneo altamente sofisticado.
  • Ninguém sabe exatamente do que as pessoas desta cidade subterrânea estavam se escondendo. Alguns dizem que era da guerra, outros de mudanças climáticas, mas a razão exata permanece um mistério.
  • Os construtores exatos de Derinkuyu são um mistério. De acordo com o Departamento de Cultura Turca, Derinkuyu foi construída pelos Frígios nos séculos 7 a 8 a.C.. Esta cidade subterrânea antiga foi ampliada na época bizantina.
  • Evidências encontradas em Derinkuyu conectam ao estabelecimento dos Hititas – vários artefatos ao estilo heteu foram encontrados durante escavações realizadas no passado.
  • Os arqueólogos especulam sobre a idade exata de Derinkuyu, mas escritos de Xenofonte (cerca de 431-355 aC) mencionam a cidade subterrânea e acredita-se serem os primeiros exemplos de provas escritas referindo-se a Derinkuyu.
  • Mesmo existindo grandes cidades subterrâneas em toda a Europa e Ásia, Derinkuyu é a maior cidade subterrânea descoberta até o momento na Turquia.
  • A cidade subterrânea de Derinkuyu tinha poços de ventilação extremamente bem construídos, alguns deles tão profundos quanto quarenta metros abaixo da superfície. Juntamente com os poços de ventilação, salas de armazenamento e poços de água foram incorporados ao projeto, para que as pessoas pudessem viver sem problemas no subsolo por longos períodos de tempo.
  • Derinkuyu é uma cidade subterrânea muito grande, com uma área total de mais de 2.000 metros quadrados, mas toda a cidade subterrânea ainda não foi escavada. O fato de que Derinkuyu possui cerca de onze andares aumenta o mistério sobre como o homem antigo foi capaz de produzir tão incrível construção.
  • O sistema de segurança que foi utilizado em Derinkuyu é muito eficaz e relativamente fácil de controlar. Cada andar de Derinkuyu podia ser fechado separadamente, pois enormes pedras circulares eram utilizadas para isolar as entradas. Estas “portas” só podiam ser fechadas do lado de dentro.
  • A cidade subterrânea de Derinkuyu, embora localizada sob a superfície, estava conectada com o mundo. Esta antiga cidade foi conectada a outros assentamentos subterrâneos através de uma série de túneis.
  • Derinkuyu era uma comunidade em pleno funcionamento. Possuía seções específicas subterrâneas, tais como lojas, salas comuns, poços, túmulos, arsenais, apartamentos, edifícios religiosos e vias de evacuação. As pessoas que viviam em Derinkuyu tinham tudo o que precisavam para viver a levar vida corretamente.
  • Até agora, os arqueólogos descobriram ao todo cinquenta poços de ventilação, mas eles esperam que este número aumente com as futuras escavações.
  • Segundo os arqueólogos, há um túnel no terceiro nível de Derinkuyu que leva a uma cidade vizinha, a 5 km de distância chamado Kaymakli.
  • Acredita-se que Derinkuyu podia oferecer condições de vida adequadas para cerca de 50.000 pessoas.
  • Esta cidade subterrânea teve vários poços de água potável. Alguns deles estavam ligados à superfície, enquanto outros poços não, a fim de proteger a população subterrânea de um possível envenenamento em tempos de guerra.
  • Se você decidir visitar a antiga cidade subterrânea de Derinkuyu, deve saber que só pode visitar cerca de 10% da cidade antiga. A cidade em si é gigantesca, mas para adentrá-la, terá que passar por passagens muito pequenas. Essas passagens foram construídas de propósito para repelir as tropas inimigas ou pelo menos dificultar a entrada na própria cidade.

Fonte: http://www.ewao.com/a/1-things-you-should-know-about-the-mysterious-underground-city-of-derinkuyu/


Rede de Túneis de 12 mil anos que cruza toda Europa intriga pesquisadores

Datadas em mais de 12 mil anos, essas passagens subterrâneas ainda permanecem um mistério. Quem as construiu? Para quê? Como foi possível?

Entrada para o Erdstall em Perg, Áustria. O túnel abrange a Áustria e Alemanha, porém segundo Dr. Kusch, há uma ligação entre túneis que vão desde a Escócia até a Turquia. By Pfeifferfranz

Entrada para o Erdstall em Perg, Áustria. O túnel abrange a Áustria e Alemanha, porém segundo Dr. Kusch, há uma ligação entre túneis que vão desde a Escócia até a Turquia. By Pfeifferfranz

Diferente do que a grande maioria pensa, a maior parte do nosso planeta ainda não foi catalogada, e diariamente novas descobertas são feitas, e nem sempre elas são o que pensamos.

Foram encontrados túneis através de toda a Europa, um sistema interminável de passagens subterrâneas, que hoje, 12 mil anos depois de sua criação, continua de pé. Apesar de não existirem grandes estudos oficiais a respeito, acredita-se que elas foram construídas na Idade da Pedra e que conseguiram atravessar todo o continente europeu, desde a Escócia, passando pela Alemanha e Áustria, até a Turquia.

Em todo o continente, contam-se milhares e milhares de túneis, a grande maioria muito estreitos, de somente 70 cm de diâmetro, o suficiente para uma pessoa. Entre as várias passagens, existem alguns setores maiores ou menores, nos quais há assentos e salas de armazenamento.

Um dos primeiros exploradores desse sistema de túneis foi o sacerdote Lambert Karner (1841-1909), que se arrastou pelos 400 buracos, com a ajuda de uma vela, e que descreveu “estranhas passagens com correntes de ar”, segundo a revista Der Spiegel.

A falta de qualquer indício sobre o porquê de sua existência fez com que muitos especialistas se referissem a essas construções como o último grande mistério da Europa. Enquanto isso, a tradição popular acredita que eles foram construídos e escavados por elfos, ou gnomos, figuras típicas do folclore celta.

Ainda não foi possível catalogar todas as localizações exatas das gigantescas passagens.

Distribuição dos túneis de Erdstall na Europa Central.

Distribuição dos túneis de Erdstall na Europa Central.

Alguns especialistas afirmam que a rede de túneis funcionou como proteção para as pessoas contra predadores; outras acreditam que foi utilizada como caminho, para viagens com segurança, independentemente das guerras ou fatores climáticos.

Curiosamente, algumas das entradas começam na cozinha de alguma casa até a igreja, cemitério ou até mesmo leva à floresta. A melhor resposta encontrada até agora foi de que eram refúgios em caso de ataques surpresa, porém nenhum material orgânico ou outro objeto, como comida, foi encontrado.

O arqueólogo alemão Dr. Kusch, escreveu em seu livro “Segredos da Porta do Mundo Subterrâneo para o Mundo Antigo”, que apenas em Bavaria, na Alemanha, foram encontrados 700 metros de conexões subterrâneas, e que elas se espalham desde o norte da Escócia até o Mediterrâneo.

Ainda permanece um mistério como uma complexa e gigantesca rede de túneis foi criada há tanto tempo atrás.

Fonte: http://tonocosmos.com.br/rede-de-tuneis-de-12-mil-anos-que-cruza-toda-europa