Físicos confirmam evidências da existência de uma quinta força fundamental

Amigos e alunos,

Compartilhamos uma matéria interessante. Na verdade, são 7 estados principais da energia x matéria no universo bariônico e outros no plano do universo imaterial entre Energia Escura e Matéria Escura. A Matéria Escura e a Matéria Bariônica têm relação com esses 5 princípios de forças da natureza, embora existam no total mais 7.

Depois, entre a Energia Escura e a antimatéria e o que existe antes delas além das membranas BRANA, utiliza um total de 36 forças fundamentais do universo e daí saltamos para outros patamares muito mais complexos.

 

Rodrigo Romo


Traduzido de: Futurism.com publicado em 16/08/2016

Um olhar mais profundo em estudos anteriormente realizados por físicos húngaros descobriu recentemente evidências de uma quinta força fundamental da natureza.

Se confirmado, isso poderia ser uma explicação para a matéria escura.

 

FORÇAS DA NATUREZA

Até o momento, há quatro forças fundamentais convencionalmente conhecidas que mantêm o universo: gravidade, eletromagnetismo e as forças nucleares forte e fraca. Mas um olhar mais atento sobre estudos anteriores realizados por físicos da Hungria, que sugeriam uma nova força, levou uma equipe de cientistas a evidenciar que a anomalia nos dados poderia realmente ser uma quinta força da natureza.

Deve-se notar que a afirmação inovadora significa ainda um longo caminho até ser confirmada, mas os dados atuais disponíveis são suficientes para impulsionar essa pesquisa para que se descubra o que essa nova partícula condutora de força é (ou pode ser).

Se for verdade, é revolucionário”, disse Jonathan Feng , que lidera a equipe de pesquisa da Universidade da Califórnia. “Se confirmado por outros experimentos, esta descoberta de uma possível quinta força iria mudar completamente a nossa compreensão do Universo, com consequências para a unificação das forças e matéria escura.”

PARTÍCULA SUBATÔMICA

Screen-Shot-APS Physics

Crédito da imagem: Physics APS

Os dados anômalos foram detectados pela primeira vez quando a equipe húngara da Academy of Science disparou feixes de alta energia de prótons em lítio-7. Isto criou uma assinatura de energia distinta de uma partícula subatômica super-luz, o que eles concluíram ser um tipo de Higgs – 30 vezes mais pesado do que um elétron – que não pode ser explicado pelo Modelo Padrão.

“Os experimentalistas não foram capazes de afirmar que era uma nova força”, disse Feng. “Eles simplesmente viram um excesso de eventos que indicam uma nova partícula, mas não estava claro para eles se era uma partícula de matéria ou de uma partícula que transmite força”.

Com base nesses dados originais, a equipe da Universidade da Califórnia mergulhou no trabalho para tentar verificar os resultados potenciais. E eles afirmam que descobriram provas teóricas que sugerem que pode realmente ser o bóson para a quinta força da natureza, o que poderia explicar a matéria escura ou muitas outras coisas inexplicáveis no universo.

A partícula foi apelidada de protophobic Higgs X, que interage exclusivamente com elétrons e nêutrons dentro de um intervalo muito pequeno, tornando-se extremamente difícil de detectar. Segundo os pesquisadores, nenhum outro Higgs exibiu as mesmas características.

Quando a existência de uma quinta força for verificada, isso poderia significar que um dia poderia produzir uma “super força fundamental” que permite a interação entre o setor escuro com sua própria matéria. Infelizmente, ainda temos que confirmar ou não se esta poderia realmente ser a quinta força da natureza, mas é uma hipótese que certamente vale a pena acompanhar.

Fonte original: ScienceAlert – Últimas