Yaberin e a roda encarnacional

A denominada Roda encarnacional da humanidade na Terra, assim como nos outros mundos em quarentena, apresenta um fator determinante que é justamente a total amnésia relativa aos ciclos anteriores de encarnação na matéria densa da fisicalidade e do umbral, além dos mecanismos de controle que foram inseridos na Terra pelos diferentes grupos, buscando se apoderar do complexo código genético físico e espiritual de vocês.

Sim, existe uma diferença extremamente complexa no universo entre o genoma espiritual que é proveniente desde a Supra Mônada e o genoma do corpo biológico onde encarnam, sendo que ambos passam por ajustes e processos de simbiose para que possa ocorrer o processo encarnacional. Essa tecnologia da Alma pertence aos Mestres Criadores da Supra Confederação e não esta acessível nos níveis abaixo de 20D, o que coloca todos os membros das Federações e da própria Federação Intergaláctica desesperados na busca por essa decodificação e com isso, o poder divino de Deus como vocês dizem na convicção humana. A maior diferença existente entre a Terra e os outros planetas de exílio do grupo de Orionis das 108 Federações é, na verdade, o contingente de almas e a presença de diferentes grupos estelares, muitos dos quais não são desse mesmo grupo de 108 Federações que aceitaram os tratados em Alcione, existindo assim conflitos entre os denominados “Rebeldes” e os “Federados”. Outros os chamam de Confederados e os “Não Confederados”, o que na verdade são termos errôneos.

De qualquer forma, a presença de vocês na Terra inicialmente fazia parte da proposta do processo de comunicação mediúnica, motivo pelo qual vocês tinham a chamada efusão não física, ou seja, estavam encarnados no corpo astral do corpo criogênico de vocês ou na forma humana já adaptada e dessa forma, através do acoplamento mediúnico incorporavam nos humanos e os ajudavam na sua caminhada dentro da dualidade. No entanto, as coisas acabaram se complicando por vários fatores externos à vossa vontade. Entre eles, a presença secreta dos Xopatz e de suas equipes de renegados reptilianos que iniciaram uma lenta e constante contaminação das civilizações da Terra nos últimos 120.000 anos, mas isso tornou-se mais pesado e atuante já na contagem da chegada dos exilados do Sistema de Capela há 87.000 anos e posteriormente com os outros grupos de exilados do Sistema de Tau Ceti, Boronak e Shaula, colocando uma densa camada psíquica de conflitos no subconsciente dos seres físicos na Terra e no plano astral, dando passagem para o que vocês na atualidade chamam de Umbral, que nesse passado não existia.

Essa complexidade na Terra acabou deixando os líderes das Federações literalmente perdidos e sem ação, frente à constante ameaça de uma nova guerra com os grupos que representam as forças “Rebeldes” do outro lado da Zona Neutra. Por esse motivo que as diretrizes no caso da Terra e de outros 5 planetas em quarentena nunca foram levadas a sério, pois os “Rebeldes” não possuem diretrizes. São como bandidos e suas leis são as que trouxerem vantagens para eles e sem se importar com regras, colocam-se sempre que possível em conflitos. Os representantes legais das 108 Federações não podiam correr o risco de provocar um incidente grave, assim a Terra e os outros 5 planetas similares sempre ficaram na chamada corda bamba entre as polaridades e os abusos dos diferentes grupos presentes com suas pesquisas e escravização dos habitantes desses planetas.

Esses 6 planetas em quarentena somam algo próximo de cerca de 1,3 trilhões de Almas inseridas em sua estrutura desde o Umbral até o seu patamar mais sutil de forma similar à Terra, sendo parte do contexto de Almas que foram colocadas em exílio depois dos ajustes do final da grande guerra de Órion, quando houve a intervenção por parte da Supra Confederação. O contingente de exilados não contém apenas seres de baixa frequência, existem seres de elevada energia que não quiseram conviver com as novas diretrizes e procuraram mundos afastados para morar e através do êxodo, alguns acabariam com o tempo sendo escolhidos como mundos de quarentena e outros, obviamente não. O meu envolvimento dentro desse contexto todo junto com meus outros irmãos das Escolas Iniciáticas, está diretamente inserido no processo encarnacional de muitos de vocês como agentes de resgate e do próprio aprendizado que isso significa para todo o projeto numa magnitude maior, que serve para o propósito da Mônada, além da captação inicial do EU SOU de vocês, justamente por ser do interesse da Supra Confederação todo o contexto que está sendo avaliado e experimentado por vocês na dualidade mais densa da materialidade.

A Terra é um planeta complexo assim como vocês são extremamente complexos e difíceis de serem calculados e antecipados em suas ações, pegando desprevenidos muitos dos agentes ou até mesmo seus Anjos da Guarda que fazem parte de sua companhia pessoal no processo encarnacional biológico, colocando-se em situações que não faziam parte da proposta original de cada um de vocês. Eu mesmo acabei me desdobrando em fractais que não deveriam ter existido, mas foram necessários para poder chegar até muitos de vocês que ficaram perdidos no fluxo existencial dos planetas próximos da Zona Neutra e até mesmo aqueles planetas que necessitavam da minha atenção e esforços de ajuda. Da mesma forma as equipes de Mestres, Tronados, Coroados e outras denominações de seres em suas respectivas funções se prontificaram a estar presentes nesses mundos, para estabelecer programas de Resgate e o despertar de vossa consciência, através dos mecanismos mediúnicos que ajudem no despertar da sensibilidade mediúnica e sensorial dos corpos sutis próximos à fisicalidade terrestre.

Cada um de vocês representa a ponta de uma enorme estrutura ou mesmo falange de entidades que estão inseridas e entrelaçadas com o seu processo encarnacional físico, astral e umbralino nos mundos em quarentena, sendo que em muitos casos esse envolvimento já é proveniente desde as suas realidades dentro das Federações Estelares e dos problemas políticos que vocês se envolveram muito antes de chegar na Terra, o que acaba por colocar vocês na questão dos Contratos estelares das federações, que acabaram potencializando os Contratos Terrestres dos diversos ciclos encarnacionais, muitas vezes ligados ao problema do fanatismo obsessivo com os Deuses e com o magismo.

Texto integrante do livro “Yaberin” de Rodrigo Romo, que está em produção. Pode ser compartilhado desde que não seja alterado e cite a fonte http://www.rodrigoromo.com.br

Alguns vídeos da Romomídia que podem auxiliá-lo nos estudos da espiritualidade (clique na imagem):

Conheça: https://gumroad.com/rodrigoromo

Conheça: https://gumroad.com/rodrigoromo

Conheça outros títulos em: https://gumroad.com/rodrigoromo