ESCOLAS HERMÉTICAS – POR YABERIN

Capítulo do livro YABERIN – O MAGO CÓSMICO

Toda civilização no decorrer de sua história aprende a importância de observar a natureza e com ela aprende e se desenvolve, entendendo que ela dita o ritmo e as leis da Vida. Seu estudo é amplo, englobando princípios simples se observados de forma geral e princípios altamente profundos ao se analisar as proporções da geometria sagrada ou geometria fractal, que é a própria matemática da vida. Com a sistematização destes conhecimentos naturais surgem as escolas herméticas, escolas dos mistérios e escolas iniciáticas. Nos últimos 3,2 bilhões de anos da história terrestre surgiram centenas de escolas herméticas e entre elas, a Magia como ferramenta para compreensão e manipulação da matéria e demais realidades. Em razão da dualidade, muitos magos se perderam na polaridade e utilizaram o conhecimento sagrado para fins mal qualificados para manipulação, aprisionamento e escravidão, nutrindo a polaridade, gerando anomalias e paradoxos que resultaram no fechamento dos portais naturais interdimensionais entre as realidades dos planos Dévicos e astrais com os da matéria.

Assim, a Escola dos Magos da Estrela Azul foi trazida pelos descendentes de Sirius há cerca de 1,24 milhões de anos por outras civilizações que não mais existem dentro da superfície terrena, destinados apenas às realidades intraterrenas. Essa escola ligada à energia de Sirius e ao padrão da fraternidade azul, trouxe o poder da criação e da manipulação da vida no aspecto genético e encantamentos com o reino Dévico para dar suporte ao universo dos Orixás e dos Ciclopes, que por sua vez, são regidos pelos Elohins. Essa escola ainda está sob a supervisão dos Elohins, tendo os Elohins Hércules, Ciclope, Vista, Cristal e Orion, seus hierofantes e instrutores. A Escola de Magos Estrela Azul foi uma poderosa loja branca de luz que existiu por muitos anos na superfície da Terra, que veio dar sustentação ao trabalho do amado Sanat Kumara. Lembrando que Sanat Kumara chegou à Terra com a sua equipe de trabalhadores e guardiões da luz há mais de 18,6 milhões de anos da sua contagem linear de tempo.

Antes da chegada de Sanat Kumara já existiam outras civilizações na Terra, oriundas dos quadrantes de Orionis, Taborian, Andrômeda, Aquatitron e outros setores relativamente próximos. Eram cerca de 25 culturas, muitas delas imersas na dualidade da realidade terrena. Estes já vieram como manipuladores genéticos e colonizadores, fazendo experiências sem amor e cuidado com as formas animais e humanoides que encontraram. O fato dessas experiências não sustentarem um propósito amoroso e equilibrado, trouxe à Terra muitos aspectos negativos para a consciência da mãe Gaia, resultando em fortes convulsões geodésicas e climáticas. Sanat Kumara chega à Terra aproximadamente 18,5 milhões de anos atrás, vindo de forma emergencial para este planeta devido ao ataque draconiano que devastou o planeta Vênus. Ele chega na Terra através da nave Shamballa trazendo milhões de seres venusianos e sua chegada culmina na formação da Fraternidade Branca Universal, unindo e organizando as diversas hierarquias espirituais planetárias. Elas colaboram para sustentar a luz nos diversos templos etéricos planetários que enfrentavam grandes desafios devido ao índice de polaridade e desarmonia crescente causadas pelas civilizações em desenvolvimento
no planeta. De forma ampla, Yaberin e os demais 143 Entrantes em Teta participam dessa importante etapa da história planetária.

A prática de magismo e manipulação dos devas da natureza e dos planos astrais já era comum para muitas culturas do planeta Terra e extraterrestres, porém as anomalias geradas levaram o Conselho de Sanat Kumara a instaurar uma polícia astral muito tempo antes de sua vinda. Esta junta policial era sustentada diretamente pelo Logos Estelar de Arcanjo Miguel, que trouxe legiões de anjos, Sirianos e outros seres intergalácticos fiéis ao Conselho de Micah e Emanuel atuando diretamente através da Cúpula de Cristal.

Em oposição à Fraternidade Branca Universal temos a loja da Mão Negra, que foi uma das maiores instituições representantes da cultura de manipulação e controle evolutivo, com foco na vampirização e escravidão de todas as formas de vida que pudessem se tornar produtivas. Esta loja na Terra possui essa designação pelos Magos, mas no cosmo é denominada de Ordem do Dragão Negro, que foi criada pelo Filho Paradisíaco Sarathen dentro da galáxia Arconis, que pertence ao conjunto de Teta/Naoshi, assumindo muitos projetos. Entre eles, a invasão dos Xopatz em dezenas de galáxias, incluindo a Via Láctea e uma guerra ferrenha contra os 144 Mestres Entrantes e a maior parte
das civilizações com o genoma de Micah.

Poderíamos dizer que a Loja da Mão Negra é originária de Sarathen-Anhotak, que é a representação estelar do Anticristo em muitas culturas, além de ser o pai direto da entidade denominada entre nós como Satã. Essa loja é uma das maiores, pertencente à grande ordem secreta dos Iluminattis. É a mais antiga, mas pouco conhecida, renomeada por várias questões políticas no decorrer dos milhares de séculos da sua presença aqui na Terra. Aliado à Loja da Mão Negra temos a Loja e sociedade secreta do Dragão Negro de Orion. Essa sociedade é na verdade uma antiga representação dos rebeldes Draconianos e outras raças ligadas à sua poderosa estrutura cultural, que representam uma estrutura social colonizadora e escravagista em muitos mundos, inclusive na Terra. Muitas das antigas divindades que impunham sua superioridade e escravidão sobre raças inferiores, estavam ligadas a essa sociedade imperialista. Dessa grande loja, surgiram muitas derivações que alçaram seus tentáculos para todos os planetas com alta taxa de dualidade, o que levou à grande guerra com a Federação Intergaláctica e posteriormente ao conflito bélico com a própria Confederação Intergaláctica.

A Sociedade do Dragão Negro de Órion serviu de ponte para a loja da Mão Negra chegar ao planeta Terra. A primeira se propagou dentro do processo cultural dos extraterrestres que estavam encarnados na Terra dando continuidade ao império estelar e com o tempo, os draconianos foram se infiltrando e se apoderando de muitas sociedades secretas que inicialmente tinham como objetivo sustentar a luz e o conhecimento libertador.

Dentro da escala atual de poder entre as diferentes lojas internas dos Iluminatti, temos importantes lojas secretas e herméticas, que deveriam dar sustentação à nossa sociedade de forma a elevar sua evolução para uma nova ordem mundial, porém elas foram severamente manipuladas pelos dirigentes da Ordem Negra há muitos anos, entrando em confronto de interesse direto com as Lojas Brancas. Com o objetivo de corrigir estas anomalias surgiram sociedades que representam desdobramentos das iniciais, como por exemplo a Ordem da Mão Vermelha que procura resgatar e resguardar muitos conhecimentos que se perderam no tempo e outros que ainda devem ser preservados e escondidos
pela falta de maturidade e discernimento da humanidade, em especial dos aventureiros do magismo, que entraram no modismo sem responsabilidade e sem medir as consequências dos desdobramentos que ocorrem com os pactos espirituais na magia, sem um conhecimento pleno do que de fato estão fazendo, causando a reativação de antigos
contratos, levando à confusão e mais uma vez à total desordem da Lei Universal e da Lei Cármica da Terra.

Hoje, algumas das lojas secretas estão diretamente ligadas à estrutura econômica mundial e manipulações financeiras para manter a humanidade sob total controle. Todas elas ligadas às antigas lojas herméticas, onde o magismo faz parte de sua base milagrosa, onde a manipulação do plano astral e Dévico representa uma fonte rica de poder.

Essas lojas controlam a economia mundial há muitos anos e muitos de seus dirigentes são membros secretos das lojas herméticas que praticam o magismo como fonte de poder e controle da consciência humana e da sociedade há muitos séculos.

A Loja da Mão Negra foi uma das lojas que iniciou o processo de expansão dentro de muitas linhas religiosas há milhares de anos. Ela existe muito antes da civilização Atlante ter se estruturado como uma grande sociedade, pois os seus sustentadores eram os próprios seres exilados das guerras estelares na Terra, que em nossas antigas civilizações e suas mitologias representam os deuses. Com esse histórico podemos compreender um pouco mais nossa situação mundial e social atual, consequência do mal-uso do conhecimento e das energias que foram inseridas pelas pessoas que utilizaram o conhecimento das lojas de magismo para controlar e manipular as pessoas, por interesse próprio sem nada construírem de positivo e harmônico para o todo.

Por ser influente, a Ordem da Mão Negra conseguiu estender sua energia vil a toda ordem de Seres, conseguindo contaminar até mesmo almas puras e ingênuas através de falsas promessas. Uma vez dada a abertura, essa hierarquia planta as sementes do ódio e ganância que são as principais formas de se corromper os seres inseridos nos universos de dualidade. A partir de alguns seres envolvidos com esta energia de perversidade, todo o contexto social e cultural começa a ser também corrompido, lembrando que a energia da manipulação elemental e astral pelo viés negativo provoca anomalias no fluxo equilibrado e harmônico destes planos, gerando questões ainda mais profundas de serem resolvidas.

Os pactos que foram e são feitos em regiões astrais geram o acúmulo de energia densa, gerando nichos deste padrão vibratório. Como conhecido, temos as regiões umbralinas como o vale dos suicidas, colônias de dependentes químicos, colônia dos magos negros, réplicas umbralinas de civilizações e locais terrestres totalmente sustentadas pelo ódio, disputas de poder e magismo sustentando realidades paralelas da nossa vida material.

Conectado a isso, a Ordem dos Iluminatti à qual nos referimos, é muito mais antiga e teve a sua origem nos Iluminados da civilização Lemuriana e Atlante, que eram decorrentes da ordem do dragão que dividiram sua linha de atuação com a Loja da Mão Negra. Nessa época as Almas exiladas de Capela, Tau Ceti, Nibiru, Alcione, Plêiades, Sirius, Orion, Arconis e outros sistemas, acabaram encarnando na Terra e gradualmente ocupando locais importantes nos planos de longo prazo de dominação da Ordem da Mão Negra no poder político e das Escolas de Magia da humanidade.

A fim de corrigir as anomalias, a Loja da Estrela Azul iniciou uma forte sustentação de energia para que poderosos magos de amor e luz pudessem vir para atuar na realidade material da Terra, através do processo encarnacional. Foram enviados mais de cinco milhões de mestres iluminados, que aceitaram a incumbência de dar sustentação e trazer o conhecimento para as civilizações que aqui existiam. Com isso originou-se um dos ciclos evolutivos dentro das escolas secretas de magismo entre as duas facções da dualidade. Muitos dos atuais magos, feiticeiros, bruxos e sacerdotes se encontram dentro deste contexto há milhares de anos.

Uma das principais formas de corrigir os desvios é o trabalho realizado nos corpos sutis, onde estão os maiores registros de manipulação e dominação pelo magismo, além dos registros das realidades paralelas e inserção de hologramas. Seres como Akhenáton, Amenotheph, Thot, entre outros, atuam como instrutores ensinando a curar e recodificar estes registros a fim de resgatar as consciências aprisionadas ou perdidas na linha do tempo. Algumas das técnicas ensinadas por estes seres são: Reiki, Shiatsu, Acupuntura, etc.

Yaberin passou por ambas as escolas através de desdobramentos em Yakon para compreender estas realidades e suas sobreposições, para desenvolver os projetos de ajuste junto às almas nestas linhas evolutivas de consciência. Em cada efusão que a alma desenvolve, ela é naturalmente inserida em um contexto consciencial, social, limitações, dogmas e valores impostos pela moralidade e, dentro destes padrões, se formata uma nova percepção e compreensão do universo dentro da realidade racional e intuitiva. Este processo é muito rico em experiências, porém as pessoas acabam tomando muitas decisões erradas para quem as avalia externamente. Esta é uma das questões mais complexas ao se criticar alguém, pois estamos analisando a situação externamente com um outro prisma e muitas vezes é o próprio estudante que define as situações a serem vivenciadas de acordo com o alcance de sua consciência, acreditando estar tomando a decisão correta.

A dualidade observada pelas efusões de alma está atrelada diretamente aos corpos sutis utilizados, pois estes armazenam registros das Formas-Pensamento e Formas-Sentimento que se conectam ao processo endócrino e bioquímico humano e às experiências vividas polarizadas pelos dogmas e hologramas sociais e espirituais. O que gera o efeito de paradoxo temporal através da mecânica reencarnatória nos níveis multidimensionais, causado pela ampla gama de experiências proporcionadas ao espírito, que dentro desta forma evolutiva tenta buscar o sentido de Cocriador que acaba obrigatoriamente se chocando com a questão do Poder pelo Poder sem equilíbrio, pois cada ciclo possui uma percepção distinta da anterior ou das paralelas.

Muitos testes que os magos ou aprendizes precisam enfrentar estão relacionados à disciplina que cada um precisa ter nas tomadas de decisão em suas diferentes etapas pessoais. Isso tem reprovado muitos estudantes e sacerdotes, mas aqueles que optam pelas lojas negras do poder e do ego, acabam sendo traídos pela ganância e entram em outros laboratórios de experiência, ficando totalmente submetidos às mãos negras do seu próprio lado obscuro. Como o estudante não possui a mestria sobre sua própria dualidade, ele é presa fácil do ego, ganância e poder. Assim, dentro dessa jornada, a estrutura moral e ética de uma alma representa uma grande chave para definição do caminho que a pessoa irá realmente trilhar dentro da dualidade que traçou para si. Estes aspectos fazem parte de cada ciclo encarnacional de acordo com a percepção que se faz do Poder, e muitas vezes o lado obscuro do poder acaba sobrepujando o aspecto harmônico em muitos seres. Esta condição acabou se revelando mais intensa e delicada nas Almas criadas pelos Logos Cósmicos e Filhos Paradisíacos da linhagem de Anhotak, Sarathen e pelo grupo inicial que são cerca de 72 grandes Filhos Paradisíacos do Conselho Criacional, anterior à chegada da energia e proposta evolutiva Micahélica que representa a vibração Crística do Amor Incondicional.

Dessa forma, essas Mônadas tinham uma programação de Odu ou código genético cósmico de escravidão e submissão ao poder, que acabou sendo inserido na maior parte das espécies mais antigas da linhagem dos reptilianos e insectoides, que são bem anteriores às matrizes mamíferas e posteriormente, nas humanas e humanoides.

ADQUIRA SEU EXEMPLAR DO LIVRO YAVERIN – O MAGO CÓSMICO NA LOJA VIRTUAL