MILHARES DE EXTRATERRESTRES VIVENDO NA TERRA

Neste artigo traduzido do inglês, o pesquisador Dr. Michael Salla apresenta parte de uma entrevista entre Corey Goode e Emery Smith sobre a existência de extraterrestres vivendo infiltrados em nosso planeta. Em vários momentos Rodrigo Romo tem mencionado sobre eles durante seus vídeos e textos, especialmente quando aborda a existência de extraterrestres em todo o processo evolutivo terrestre e não apenas nas últimas décadas, como explicam neste texto Corey e Emery.

As informações que eles têm divulgado são interessantes para ampliação de consciência, obviamente com os devidos questionamentos, pois o que eles têm relatado reflete apenas parte de um imenso jogo de xadrex cósmico.

Militares infiltrados confirmam que milhares de extraterrestres vivem entre nós

ESCRITO PELO DR. MICHAEL SALLA EM 8 DE AGOSTO DE 2018 (LINK PARA A FONTE EM INGLÊS)

Enquanto a comunidade científica continua especulando se existe vida extraterrestre inteligente em exoplanetas descobertos em nossa vasta galáxia, membros da área militar se manifestam para revelar que os governos estão escondendo uma verdade impressionante. Extraterrestres que se parecem conosco não existem apenas em toda a galáxia, mas dezenas de milhares deles se infiltraram em comunidades em todo o planeta como vizinhos, colegas de trabalho, professores, médicos, humanitários, etc.

Emery Smith e Corey Goode afirmam ter trabalhado em programas altamente secretos relacionados com extraterrestres dirigidos pelos EUA e outras forças militares, que estão sob a autoridade de corporações transnacionais.

Smith diz que conheceu extraterrestres de aparência humana vivendo entre a humanidade enquanto trabalhava em instalações altamente confidenciais, como a Base da Força Aérea de Kirtland, o Laboratório Nacional Sandia, o Laboratório Nacional Los Alamos e outras instalações militares.

Em uma série de entrevistas no programa online de streaming “Cosmic Disclosure”, Smith diz que, enquanto trabalhava nessas instalações, encontrou extraterrestres de aparência humana que são indistinguíveis dos humanos modernos. No episódio de 7 de agosto, ele respondeu da seguinte maneira a uma pergunta sobre se extraterrestres vivem entre nós:

Bem, extraterrestres também vêm nos vigiar e observar as coisas na Terra. E eles estão aqui para coletar informações para garantir que não explodamos a Terra ou nos matemos.

Então eles estão aqui apenas para obter informações e experimentar a vida de um ser humano, o que seria, preferencialmente, um período de férias para eles.

Então é um trabalho científico muito interessante para um extraterrestre ter. É uma honra vir aqui, viver entre nós e fazer as coisas, apenas vivendo como um ser humano normal, na verdade, interagindo com os seres humanos. . . é como um Corpo da Paz universal.

Ele diz que, além de encontrar tais extraterrestres em projetos secretos administrados por corporações em instalações militares dos EUA, ele também foi informado recentemente que até 100.000 deles estão atualmente vivendo em todo o planeta.

Em entrevistas anteriores, Smith explicou ter trabalhado na extração de tecidos de corpos de extraterrestres falecidos semelhantes a humanos e também ao lado de alguns vivos que participaram de autópsias de seus compatriotas falecidos. Em sua entrevista de 7 de agosto, Smith também descreveu o que ele sabia de briefings sobre extraterrestres que haviam se infiltrado na civilização humana.

Smith disse que por volta de 1997, deixou o programa secreto quando percebeu que os corpos dos extraterrestres que estavam sendo autopsiados ainda estavam quentes. Ele ficou desconfiado de que alguns haviam morrido recentemente, presumivelmente torturados e mortos pelas corporações que administravam os programas.

As experiências de Goode foram diferentes, mas muito consistentes com o que Smith descreveu. Goode disse que ele serviu em um “programa de Interceptar e Interrogar Intrusos”, onde fazia parte de uma equipe secreta cujo trabalho era capturar e interrogar extraterrestres que haviam se infiltrado na sociedade humana.

Na entrevista de 7 de agosto, ele respondeu a uma pergunta de David Wilcock sobre se os extraterrestres haviam chegado à Terra com permissão ou não:

Corey: É os dois. Alguns deles são de outros sistemas estelares distantes que estão prestando muita atenção ao que está acontecendo aqui, incluindo a conquista de sistemas estelares por draconianos. Então eles enviam pessoas para fazer um pequeno reconhecimento.
Emery: Exato.
Corey: E quando eles entram, entram sem permissão. E se eles forem pegos, isso não é nada bom para eles.
Emery: Não, certo.
Corey: Na verdade, existe um programa do qual eu fazia parte chamado Programa de Intrusos, Interceptação e Interrogação. E nós encontramos algumas espécies diferentes que estavam aqui sem permissão.

Goode e Smith, em seguida, passaram a descrever como os extraterrestres de aparência humana foram capazes de se misturar em sociedades em todo o planeta:

Corey: O que foi interessante no programa, apenas cerca de 10% a 15% dos seres que processamos eram o que classificaríamos com “aparência de alienígenas”.
Emery: certo.
Corey: A maioria deles era muito humana. E eles não foram alterados para parecerem humanos. Eles eram humanos
Emery: certo.
Corey: . . . apenas de um planeta diferente. E eles normalmente eram apanhados em países onde conseguiam se misturar.
Emery: Claro.
Corey: Existiam alguns de aparência polinésia.
Emery: certo. Os nórdicos e todos os outros. Certo.

Goode descreveu o exemplo de um extraterrestre que se infiltrou em uma empresa e ao longo de uma década subiu para uma posição de executivo sênior:

Corey: E eu estava lá quando – era um executivo de alto nível – foi retirado de um edifício alto no meio do dia.
Eles entraram e saíram pelo telhado, levaram-no para fora e o levaram para interrogatório. E ele esteve na Terra por mais de uma década e se misturou, criou uma identidade e estava agora em uma posição alta em uma corporação.
David: Uau!
Emery: Sim, eles preparam esses extraterrestres para vir a este planeta. Então, fazem algumas inoculações genéticas, como o que fazemos aqui, relativas à sua frequência, como eles sobrevivem aqui – e até mesmo em certos procedimentos feitos em seu corpo para que eles possam digerir a nossa comida e coisas assim.

Vale a pena ressaltar que o engenheiro aeroespacial William Tompkins, recentemente falecido, diz que trabalhou com extraterrestres “nórdicos” que haviam se infiltrado em empresas como a Douglas Aircraft Company, a North American Aviation, etc., nas décadas de 1950 e 1960, que ajudaram a Marinha dos EUA a desenvolver seu programa espacial secreto.

Goode diz que o programa “Interceptar e Interrogar Intrusos” pode ser brutal no tratamento de extraterrestres capturados.

Ele diz que aqueles que foram capturados, mas pertenciam a grupos de aparência humana que tinham permissão para estar na Terra, foram libertados como estipulado em acordos. Aqueles que estavam aqui sem permissão, foram duramente interrogados e entregues a uma entidade corporativa transnacional chamada Conglomerado Interplanetário Corporativo (ICC).

Alguns dos que foram entregues ao ICC acabaram mortos e foram estudados em instalações secretas semelhantes às que Smith havia trabalhado.

Os relatos de Smith e Goode eram muito consistentes entre si e davam perspectivas diferentes sobre um processo secreto semelhante, estabelecido para lidar com visitantes fora do planeta. A questão chave que surge é se a informação é verdadeira ou não.

Além de documentos que corroboram suas respectivas histórias militares e de trabalho, não há provas concretas fornecidas por Smith e Goode para justificar diretamente suas alegações. No entanto, outros têm interagido com extraterrestres de aparência humana que se infiltraram na sociedade humana, e foram autorizados, até mesmo encorajados a tirar fotos de suas espaçonaves.

Sem dúvida, o mais significativo vem do ex-presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, que diz que recebeu um arquivo secreto sobre seres humanos extraterrestres que vivem entre nós e uma organização internacional que monitora os visitantes alienígenas:

Juntamente com a pasta com códigos nucleares, o presidente do país recebe uma pasta especial “secreta”. Esta pasta na sua totalidade contém informações sobre alienígenas que visitaram o nosso planeta … Junto com isso, você recebe um relatório do serviço especial absolutamente secreto que exerce controle sobre os alienígenas no território do nosso país … não vou dizer quantos deles estão entre nós porque isso pode causar pânico.

O “serviço especial absolutamente secreto” descrito por Medvedev, parece muito similar ao programa “Interceptar e Interrogar Intrusos” de Goode, que foi descrito nos filmes Men In Black.

Robert Dean, que alcançou o posto de Sargento-Mor no Exército dos EUA diz que em 1964, enquanto atuava no Quartel-General Supremo das Forças Aliadas na Europa (SHAPE), leu um relatório secreto que descrevia humanos extraterrestres vivendo entre nós.

Havia um grupo humano que se parecia tanto conosco que realmente deixava os almirantes e os generais loucos porque eles determinavam que essas pessoas, e as tinham visto repetidamente, tinham contato com elas… Essas pessoas pareciam tanto com a gente que podiam se sentar ao seu lado em um avião ou em um restaurante e você nunca saberia a diferença. E sendo militar e por princípio paranoico, isso incomodou um pouco os generais e os almirantes. Que o fato dessas entidades inteligentes poderem estar envolvidas conosco, andando pelos corredores do SHAPE, andando pelos corredores do Pentágono. Chego mesmo a pensar em alguns deles, que esses caras poderiam até estar na Casa Branca! É claro que, como eu disse, ser paranoico naqueles anos realmente abalou um pouco as coisas.

Anteriormente, na década de 1950, famosos contatados como George Adamksi, Howard Menger e Daniel Fry disseram que encontraram extraterrestres de aparência humana que buscaram ajuda para se infiltrarem na sociedade. Embora o público em geral e os pesquisadores de OVNIs tenham ridicularizado amplamente tais alegações na época, Smith e Goode disseram que esse processo já está em andamento há décadas e envolve dezenas de milhares de visitantes do mundo.

David: Bem, já falamos sobre isso antes, Corey, mas também acho importante reiterar. E eu sei que você não tem dados realmente específicos, mas temos algum senso de quantos alienígenas aprovados existem neste planeta que não são daqui e que estão se misturando em nossa sociedade?
Corey: Foi. . . nos anos 90, eram muitas, muitas dezenas de. . . quero dizer, muitos milhares.
Emery: 100.000 foi o número que recebi recentemente nos últimos seis meses.
Corey: sim. E foi provavelmente um número menor quando eu estava dentro, mas isso aconteceu em quase todos os países. É bem sabido que eles foram integrados.

Os testemunhos de Smith e Goode fornecem uma perspectiva impressionante sobre o que realmente está acontecendo na Terra quando se trata da existência de extraterrestres que parecem indistinguíveis dos humanos modernos. Eles também discutem como outros extraterrestres de aparência não humana podem se misturar usando tecnologias avançadas e o que acontece com eles se descobertos por programas como o ” Interceptar e Interrogar Intrusos ” de Goode.

Enquanto cientistas especulam e discutem sobre a possibilidade de vida extraterrestre existente em exoplanetas descobertos em regiões distantes da galáxia, é impressionante pensar que durante todo esse tempo muitos milhares de extraterrestres de aparência humana interagiram conosco na Terra por décadas e se infiltraram em nossa sociedade. Em todo o nosso planeta.

Nota: as entrevistas de Emery Smith em Cosmic Disclosure podem ser encontradas aqui.